Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

25
Jan 11

 

Sendo Portugal sistematicamente afectado por incêndios durante o período do Verão, grandes são as alterações que a paisagem sofre, traduzindo-se esta calamidade em grandes perturbações nos sistemas solo, hídrico, biodiversidade, qualidade da paisagem, economia, vivencia das populações, etc., apresentando-se grandes extensões territoriais como áreas degradadas.

Face ao tipo de florestas existentes no nosso país porque não encarar os incêndios como uma oportunidade para redesenhar a paisagem atendendo não apenas aos aspectos produtivos / madeira, mas e passo a citar Simon Bell “The forest is not only the trees, but also theunderstorey, the ground vegetation, the open spaces, soils, rocks and water, allof which are integral parts. Any action taken concerning the arboreal component of the forest - the trees - is not just of environmental consequence: it is in itself an environmental act. Silvicultural planning, production planning, road planning and recreation planning are all, therefore, aspects of planning the forest environment as much as landscape and nature conservation planning”.

O Workshop deste ano pretende que os alunos desenhem paisagens de grande escala onde questões como sustentabilidade, sequestro do carbono, alterações climáticas e qualidade da paisagem sejam reflectidas numa proposta projectual à escala local, regional e nacional.O projecto em Arquitectura Paisagista tem que se desenvolver em diferentes escalas e tipologias de paisagem havendo em Portugal poucos hábitos de projectar em áreas rurais e florestais estando o projecto mais concentrado no espaço urbano.

É considerando ser cada vez mais urgente o desenvolvimento de estudos, planeamento e projectos em áreas tão vastas e alteradas pelo homem ao longo de séculos que, por razões várias se lançou no ano de 2011 um Workshop que tem por tema: RECUPERAÇÃO DE ÁREAS ARDIDAS – UMA OPORTUNIDADE DE DESENHAR A PAISAGEM.

publicado por nap-utad às 17:47
tags:

17
Mai 10


História, Benefícios e Princípios de Desenho Aplicados a Hospitais

A Arquitecta Paisagista Sandra Costa promove uma conferência sobre Jardins Terapêuticos, uma temática muito pouco abordada em Portugal. Por esta razão será para todos os estudantes de Arquitectura Paisagista uma oportunidade de contactarem com o tema, o qual também poderão vir a ter ligação no futuro profissional.

Informações

19 de Maio de 2010

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Complexo Pedagógico - 0.08

14.30h

publicado por nap-utad às 00:07
tags:

04
Mai 10

O Núcleo de Arquitectura Paisagista e a TechLimits - Informática vão realizar um Workshop de Vectorworks e Cinema 4D no próximo dia 5 de Maio de 2010 (Quarta-Feira) a partir das 16h no Auditório do Edifício das Ciências Florestais.
O Workshop será dirigido por um técnico da empresa referenciada.

Chamamos a atenção para todos os interessados na utilização destes softwares que durante este Workshop serão recolhidos os dados pessoais de cada aluno para a atribuição de licenças gratuitas de utilização dos respectivos programas, seguindo desta forma o acordo assinado entre o Núcleo de Arquitectura Paisagista e a TechLimits.

Dada a importância deste tema para a evolução da nossa profissão, pedimos a presença de todos os alunos de forma a que estes protocolos possam ser melhorados e renovados nos próximos anos.

publicado por nap-utad às 01:08

07
Abr 10

A Princípia Editora e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro convidam para a sessão de lançamento do livro do Arquitecto Paisagista Henrique Pereira dos Santos.

Do Tempo e da Paisagem - Manual para leitura de paisagens

A apresentção terá lugar no auditório das Geociências (junto ao Museu de Geologia), no dia 15 de Abril, às 16.00 horas, com apresentação de João Bento.

Podemos fazer críticas de música, de filmes, de pintura, de livros?, mas também podemos escrever, porque não? uma crítica de paisagens.
A paisagem de Portugal é rica e variada, cada região do País está marcada de características que lhe são particulares: ora nos deparamos com um planalto, ora com montes e serras, dotados de um clima tipicamente mediterrânico e com uma linha de costa de cerca de 800 quilómetros, em que o solo fértil é escasso, só se tornando mais fértil nos fundos dos vales.
«A secura estival deste clima deixa marcas profundas sobre a paisagem, condicionando inegavelmente a sua evolução».
Ao longo dos tempos, gerações e gerações lutaram contra um solo improdutivo. Um dos flagelos provocadores de alterações da paisagem e destruidores de matos, florestas e, infelizmente, vidas é o fogo. Todos os anos, mal surge um dia mais quente, as notícias dão conta de mais áreas florestais que arderam. Contudo, este inimigo não está só. Acompanham-no o vento e as águas superficiais.
Estes três agentes são os responsáveis pela alteração dos contornos da paisagem ao longo dos tempos. E é deste e de outros assuntos que trata este livro: Da Paisagem e do Tempo é «um relato de experiências pessoais com a paisagem e com o tempo como pano de fundo».

Informações e encomendas disponíveis em www.principia.pt; principia@principia.pt; ou Rua Vasco da Gama, 60-C – 2775-297 Parede
Telef. 214 678 710
Fax. 214 678 719

publicado por nap-utad às 17:05

16
Mar 10

Estão abertas até ao final do mês de Março as inscrições para o concurso ARTSCIST, promovido pela Ilhan Koman Foundation for Arts & Cultures (Istambul, Turquia). Dirigida a estudantes do Ensino Superior, a competição internacional desafia os jovens de qualquer área curricular a desenvolverem um projecto artístico inspirado na ciência. O concurso ARTSCIST é aliás focado no tópico “Quando a ciência encontra a arte”.

Os trabalhos de arte e ciência devem ser submetidos até 1 de Maio. Um júri internacional escolherá um vencedor em cada uma das dez cidades envolvidas no Festival Hulda. Em Portugal coube a Lisboa acolher esta iniciativa, da qual o Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva é parceiro. Os vencedores viajarão gratuitamente até Istambul em Setembro expondo o seu trabalho num dos maiores centros culturais e artísticos da cidade turca que este ano é Capital Europeia da Cultura. Mais informações, inscrições e submissão dos projectos ARTSCIST em: www.huldafestival.org/competition.

O Festival Hulda é um projecto apoiado pelo 7.º Quadro da Comissão Europeia e tem como objectivo disseminar a noção do binómio arte e ciência junto do público em geral e dos jovens em particular. Promovido pela Ilhan Koman Foundation for Arts & Cultures, este projecto europeu tem 14 parceiros em 10 cidades europeias. Essas instituições, ligadas à cultura científica e/ou artística, estão sedeadas em Estocolmo, Amesterdão, Antuérpia, Bordeaux, Lisboa, Barcelona, Nápoles, Salónica e Istambul.

O Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva é o parceiro português do projecto europeu Festival Hulda, que durante dois anos fará viajar por 10 portos da Europa um veleiro centenário que tem a bordo uma exposição de arte e ciência. Em Setembro de 2009 o veleiro atracou em Lisboa, na zona do Parque das Nações, recebendo centenas de visitantes. Ao Pavilhão do Conhecimento coube a concepção de um conjunto de actividades dirigidas ao público infantil e respectivas famílias, relacionadas com o tema arte e ciência, dinamizadas no cais onde o veleiro Hulda atracou.

O Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva agradece desde já colaboração na divulgação desta iniciativa, esperando poder levar um vencedor português a Istambul em Setembro próximo.

publicado por nap-utad às 15:38
tags:

DESTAQUES

NAP NO FACEBOOK

INFORMAÇÕES E UTILITÁRIOS

Orgãos Sociais do NAP-UTAD

Downloads

CONTACTOS.NAP

SERVIÇO GERAL

geral.nap@sapo.pt

APOIO A ALUNOS

alunos.nap@sapo.pt

ASSEMBLEIA-GERAL

assembleia.nap@sapo.pt

PARTICIPAR NO BLOG.NAP

blog.nap@sapo.pt
comentários recentes
Muito interessante a matéria sobre o Patrimonio Ru...
Olá colegas. Ainda bem que existe o vosso blog. Co...
RSS
arquivos
2013

2012

2011

2010

2009

RELAÇÕES PROTOCOLARES

TECHLIMITS

LAND4US

PARCERIAS COMERCIAIS

GRUPO BIBLIOTECA

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO